Saúde e Segurança do Trabalho

Buscar excelência em resultados de saúde é definir uma utopia?

Para nós aprimorar os conhecimentos e procedimentos para as boas práticas em gestão de saúde ocupacional é um desafio que vimos superando a cada tempo. Como toda ciência, há de evoluir, e buscar novas técnicas e parâmetros, nova amostragem específica de resultados faz com que nossa gestão de saúde e segurança do trabalho evolua gradativamente à cada cliente.

Uma determinada empresa com seus processos produtivos, por toda a cadeia de produção sofre modificações relativamente a cada período, seja pela simples razão de sua mão de obra que por vez poderá oscilar, seja pela matéria prima em substituição, novas tecnologias ou exigências de mercado. Por fim, de uma forma simples e em síntese, deve-se acompanhar a evolução de cada empresa, estabelecendo novos parâmetros para o controle biológico, ou em face a um novo contexto, aplicar novo planejamento para o controle da saúde de trabalhadores.

Sua saúde merece atenção

Para alcançar a excelência em gestão ocupacional requer empenho de toda a cadeia de gestão da empresa, até que o produto ou serviço esteja finalizado. Se dermos por conta de que o ser humano como fator em destaque nesse processo, associado ao escopo e modus operandi de cada empresa, ou pelo simples fato em sua amplitude possam ocorrer modificações relativas a produtividade, ou especificidade de uma nova tarefa, com alteração de volume ou acréscimo de uma simples e nova etapa dentro do processo, eis que surgem possibilidades de alterações que nortearão novos procedimentos dos programas de saúde, segurança do trabalho e qualidade de vida & bem estar na empresa.

 

Surgem novos resultados, requererá intervenções imediata e pontual aos indivíduos susceptíveis a nova realidade, até que sejam mapeados e através de novos levantamentos de riscos ocupacionais seja possível identificar no processo produtivo os elementos que contribuem com a melhora ou piora da saúde de trabalhadores.
Imaginar a estagnação da medicina do trabalho aos tempos, considerar que o médico ali encarregado do atendimento nos termos da legislação vigente do PCMSO veja de forma repetida ano-a-ano inalterados os resultados dos controles biológicos de um determinado grupo de trabalhadores, por fim onde seus colaboradores e o estado de saúde que por ventura dá sinais de alterações fisiológicas durante a consulta médica ( anamnese ), e que tudo isso sempre é simulação do colaborador, ou supervalorização em suas queixas, é negar que seja possível prestar um atendimento médico ético, profissional e imparcial .

Participe | Envie tickets com suas dúvidas sobre Gestão SST